domingo, 15 de novembro de 2015

Cabo Frio/RJ - PMs do 25º BPM são orientados para casos que envolvam público LGBT


Policiais militares do 25º BPM da Região dos Lagos do Rio começaram nesta quarta-feira (11) um treinamento com orientações para casos que envolvam grupos LGBT. A 3ª Jornada Formativa de Segurança Pública acontece em uma universidade de Cabo Frio e vai contar com palestras e debates sobre como lidar com ocorrências que envolvem gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais.
Cerca de 800 militares vão receber o treinamento até o início de 2016. Durante os encontros, os policiais vão tirar dúvidas e compartilhar experiências.
O tenente-coronel Ruy França, comandante 25º BPM, comentou sobre a importância do curso.
"É uma oportunidade de discutir um tema importantíssimo e de aprimoramento para os nossos policiais para que eles prestem um melhor atendimento à população completamente desapegados de qualquer tipo de discriminação", explicou.
Em 2016, a jornada também vai passar pelos outros 39 batalhões da PM em todo o estado e também pela Polícia Civil.
O coordenador do projeto Rio Sem Homofobia, Ernane Alexandre, explicou o papel da organização no treinamento.
"A gente ouve a vítima, dando atendimento psicológico, social e jurídico, porém, a gente acaba não ouvindo tanto do policial civil ou militar. E estar aqui é uma máxima. A gente estar dentro de um batalhão e ouvir o que eles sentem na pele nas ruas", disse.
Leriana Figueiredo, que é superintendente de prevenção da Secretaria Estadual de Segurança Pública, disse que entender esse público e seus direitos é essencial para a proteção das vítimas.
"O policial está a serviço da população e é um garantidor dos direitos. Essa população, especificamente, tem uma série de direitos conquistados ao longo de vários anos. Como entender as demandas dessa população e o seu comportamento é uma coisa que a gente precisa compartilhar em termos de conhecimento", explicou.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário