domingo, 17 de maio de 2015

Dia do Combate à Homofobia: seis canais que desmistificam a comunidade LGBT




O canal Põe na Roda tem mais de 100 mil curtidores no Facebook. Foto: Youtube/Reprodução
No Youtube, canais usam bom humor para quebrar paradigmas e ajudam a combater o preconceito

Marchas, passeatas, cartazes, beijaços e outras manifestações populares devem marcar este domingo, Dia Mundial do Combate à Homofobia, em todo o país. São ações já exploradas por sites e canais de vídeos na internet, que atuam desmistificando o universo LGBT. 


Com bom humor, essas ferramentas desafiam resistências e, ao seu modo, combatem preconceitos. Canais como o Põe na roda, com mais de 100 mil curtidores no Facebook, e Canal das bee, com mais de 40 mil curtidores, publicam teasers e curtas em torno da temática LGBT, abordando mitos, costumes, inseguranças e curiosidades. Para os engajados na luta contra a homofobia, ajudam a quebrar paradigmas. 

Luís Braúna, integrante do GEMA (Núcleo de Estudos de Gênero e Masculinidade) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), reforça que há muitos canais desse tipo, o que ajuda desconstruir mitos - causadores de preconceito. Além dos mais conhecidos, cita ainda produções locais, veiculadas pelo grupo Deslum Bramento e Anarca Filmes. O Viver listou (mais abaixo) alguns desses canais, com produções descontraídas e desmistificadoras. 

No mundo real
Além de ações organizadas por grupos civis, o Ministério Público de Pernambuco exibe hoje, na Praça do Arsenal, no Centro do Recife, o vídeo da campanha Amor igual: sem homofobia, a partir das 18h. Na ocasião, também serão distribuídas cartilhas informativas, disponíveis para download gratuito no site do MPPE. 

No calendário
A data foi criada no início da década de 1990, quando a Organização Mundial de Saúde substituiu o termo “homossexualismo” (que sugeria um distúrbio) por “homossexualidade”. Segundo Thiago Rocha, um dos coordenadores do Fórum LGBT em Pernambuco, a mudança na nomenclatura ajudou a derrubar resistências e fortaleceu a bandeira da igualdade. “Recordar essa data ajuda a combater preconceitos. É fundamental que existam esses lembretes. E que a homofobia seja combatida e criminalizada”, explica Thiago.

>> CANAIS

Alguns dos canais foram criados exclusivamente para debater a causa LGBT. Outros a expõe de forma transversal, em paralelo a outros debates. Confira:

Põe na roda
97 vídeos
243.996 inscritos
17.016.141 visualizações




 













Nenhum comentário:

Postar um comentário