domingo, 14 de dezembro de 2014

Mostra apresenta filmes com temática LGBT em Botucatu


A cidade de Botucatu (SP) recebe a partir desta sexta-feira (12) e sábado (13), o Cine Club Diversidade, projeto da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo que apresenta filmes com a temática LGBT, retratando suas histórias, vidas e cultura. Com entrada gratuita, a mostra exibirá filmes e documentários no Espaço Cultural Doutor Gabriel Marão.
O projeto celebra o Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos, criado pela Organização das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948 e promove a mostra para  comemorar a data. O Espaço Cultural “Doutor Gabriel Marão” está localizado na Avenida Dom Lúcio, 755, Centro  e mais informações podem ser conferidas pelo telefone (14) 3882-0133.
Confira programação:
Sexta-feira (12), às 19h
São Paulo em Hi-Fi
dir. Lufe Steffen, 2013, 95min
São Paulo em Hi – Fi - Documentário histórico que resgata a era de ouro da noite gay paulistana, fazendo uma viagem pelas décadas de 1960, 70 e 80 – a bordo das lembranças de testemunhas do período, trazendo à tona as casas noturnas que marcaram época, as estrelas, as transformistas, os heróis, e até os vilões: a ditadura militar e a explosão da AIDS.

Sábado (13), às 16h e às 18h
Não Gosto de Meninos
dir. André Matarazzo e Gustavo Ferri, 2011, 18 min
Não gosto de meninos é um curta-metragem inspirado na campanha internacional "It Gets Better", realizado no formato de documentário e que mostra histórias de vida que são completamente diferentes, mas que tem uma ligação em comum: mostrar a realidade e os desafios da comunidade LGBT hoje.

Cassandra Rios: a Safo de Perdizes
dir. Hanna Korich, 2013, 20 min
O documentário apresenta amigos, estudiosos, familiares, leitores e colegas em depoimentos sobre Cassandra Rios, escritora polêmica, conhecida pela ousadia de suas obras, consideradas por alguns pornográficas, por outros, irresistíveis. Na década de 1970, foi das autoras brasileiras que mais vendeu livros e também uma das mais perseguidas pela ditadura militar. É considerada a primeira escritora brasileira a mostrar a mulher como um ser sexual e, mais ainda, a primeira a ter coragem de retratar as homossexuais.

Meu Mundo é Esse
dir. Márcia Cabral, 2007, 18 min
“Meu Mundo é Esse” é um documentário que retrata a vida, os pensamentos, as dificuldades, as angustias, as realizações de mulheres, negras, lésbicas. O filme busca retratar a realidade dos diferentes preconceitos agregados, e como essa somatória de fatores excludentes podem influenciar diretamente na vida das pessoas. Aborda questões de gênero, raça/etnia e orientação sexual.

18h30 às 20h

Amanda e Monick
dir. André da Costa Pinto, 2007, 19 min
No município de Barra de São Miguel, sertão paraibano, duas travestis vivem vidas opostas. Enquanto uma tem aceitação da família, amigos e até mesmo dos alunos, a outra se envolve com o mundo da prostituição. O caso Amanda e Monick surpreende a classificação de identidade, gênero e sexualidade. Elas são personagens reais e vivem na região do cariri paraibano cuja população é quase duas mil vezes menos que a do município de São Paulo.

Hoje eu quero voltar sozinho
dir. Daniel Ribeiro, 2010, 17 min
Não quero voltar sozinho é um curta-metragem, de 17 minutos, do diretor Daniel Ribeiro. No filme nos é apresentada a vida de Leonardo, um adolescente cego que começa a descobrir sua sexualidade e aflorar novos sentimentos ao conhecer Gabriel, um novo aluno da sua escola. Leonardo tem que aprender a lidar com sua deficiência, sua autonomia e o ciúmes da amiga Giovana.

Fonte: Globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário