sábado, 11 de outubro de 2014

Polícia identifica quatros suspeitos de agredir jovens em um bar na Asa Sul


A Polícia Civil do Distrito Federal identificou quatro dos seis suspeitos no envolvimento em uma briga em um bar na 307 Sul na noite dessa terça-feira (7).Três deles moram na Estrutural e um na Asa Sul. O caso está sendo investigado pela 1ª Delegacia de Polícia como briga de bar. Segundo a polícia, somente com esses dados não dá para tratar a ocorrência como crime de homofobia. Após prestarem depoimentos nessa quinta-feira (9), os acusados foram liberados. 

Uma das vítimas permanece internada no Hospital de Base e deve passar por uma nova cirurgia no maxilar nesta sexta-feira (10). De acordo com responsáveis pelo estabelecimento, as câmeras de segurança do local não gravaram o momento da briga e afirmaram que o bar não tem segurança privada.

Nesta sexta-feira (10), amigos e simpatizantes organizaam um "beijaço", marcado para às 19h, em frente ao bar,  em protesto contra a homofobia.

Entenda

Três jovens homossexuais foram agredidos no bar Simpsons, 306/7 Sul, na noite dessa terça-feira (7). Um deles, Yuri Gladson de Sousa Rodrigues, 22 anos, ainda está sob cuidados no Hospital de Base onde está internado e faz uso de uma barra no queixo devido à gravidade dos ferimentos. 

De acordo com informações da Polícia Civil, quatro amigos, três homens e uma menina, de 22 e 23 anos, foram ao estabelecimento, às 23h. Ao lado da mesa onde sentaram, um grupo de seis homens começaram a desferir agressões com gestos e xingamentos, em razão de suas orientações sexuais.

Segundo os depoimentos das vítimas, um dos agressores roubou a jaqueta da menina e atingiu, com uma garrafa de cerveja, a cabeça de seu amigo. O outro rapaz foi surpreendido com socos e pontapés sendo encaminhado ao Hospital Regional da Asa Norte e transferido para o Hospital de Base, submetido a cirurgia emergencial. Seu estado de saúde é estável.


Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário