domingo, 5 de outubro de 2014

Denúncia contra ato de homofobia de Da Luz é encaminhada ao Procurador Regional Eleitoral


Filipe Garbelotto, presidente da Comissão de Diversidade Sexual e Enfrentamento da Homofobia da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), fez um protocolo nesta sexta-feira (3) e encaminhou a Ruy Nestor Bastos Mello, Procurador Regional Eleitoral, solicitando que a OAB-BA, presidida por Luiz Viana, apure o ato de homofobia e afronta aos direitos humanos cometido por Roberto Tadeu Da Luz, candidato ao governo do Estado da Bahia pelo PRTB. 

Garbelotto afirmou que as declarações de Da Luz, dadas em entrevistas no jornal Correio e Bahia Notícias, endossaram os comentários preconceituosos cometidos por Levy Fidelix, candidato à presidência do Brasil pelo mesmo partido, em um debate televisivo recente. As manifestações homofóbicas de Fidelix geraram revolta e uma série de denúncias - A Comissão de Diversidade Sexual da OAB solicitou ao TSE a cassassão de sua candidatura à Presidência da República.

No documento, Garbelotto também alega que Da Luz foi além e atacou o Deputado Federal Jean Wyllys, afirmando que este participou do projeto anti-homofobia conhecido como “Kit gay”, que, como noticiado em matéria do Bahia Notícias, é uma afirmação falsa. O candidato chegou a dar outra declaração sem provas: “não é questão de acreditar ou não que gays estão relacionados com pedofilia, isso são dados”, disse em entrevista ao Bahia Notícias, não informando de onde vieram esses números.

Filipe Garbelotto pede, ao final do documento, que caso o crime eleitoral cometido por Da Luz seja realmente comprovado, as medidas corretas sejam tomadas com urgência.

Fonte: Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário