quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Ponte Nova - MG: Semana Sem Homofobia começou com blitz e seminário


A II Semana Sem Homofobia, evento realizado pela Prefeitura de Ponte Nova, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Semct), começou na segunda-feira (15) com blitz educativa e distribuição de material educacional no Centro Histórico. Na terça-feira (16), aconteceu, na sede da Uaitec/UAB, o Seminário Educação Sem Homofobia. A programação vai até o próximo domingo (21), data em que acontecerá a 4ª Parada do Orgulho LGBT de Ponte Nova.
A blitz educativa foi uma ação, organizada pela equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), com a proposta de combater o preconceito e reafirmar os direitos e cidadania LGBT. “É uma ação que busca educar o cidadão e conscientizar que o preconceito é crime e que este deve ser combatido”, frisou Emerson de Paula, secretário de Cultura e Turismo.
O professor do Departamento de Educação da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), Marco Antônio Torres, foi o responsável pela condução da 1º seminário temática da Semana Sem Homofobia deste ano. O encontro tratou da questão da diversidade sexual nos contextos escolares e retratou como a luta pelos direitos avançou nos últimos anos. “Antigamente essas questões não eram pautadas como discussão de políticas públicas”, ressaltou o professor.
A palestra foi assistida por professores e educadores da rede de ensino, assistentes sociais, psicólogos e pessoas envolvidas em grupos de combate ao preconceito contra pessoas LGBT. “A proposta deste encontro foi trazer algumas noções sobre tipos de diversidade sexual que permitam o operador e operadora de políticas públicas combater a homofobia nos diversos contextos sociais, como por exemplo, na área da saúde, educação e várias outras”, disse.   
Entre os vários avanços já obtidos no cenário nacional e mundial, Marco Antônio citou o Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos LGBT como uma grande conquista de estímulo à discussão das temáticas relativas à orientação sexual. Ele também levantou índices que evidenciaram aumento do número de homossexuais mortos nos últimos anos. Segundo uma pesquisa feita pelo Grupo Gay da Bahia, em 2005 foram 81 mortes de gays, travestis e lésbicas no Brasil. Já em 2010, este número chegou a 260.    
A programação do seminário continuou na parte da tarde com o testemunho de Tunica Fonseca sobre união homoafetivo. A ponte-novense, que é moradora do bairro Copacabana, contou sobre a sua trajetória de vida e falou da luta para conseguir oficializar a união com a sua atual companheira. 
Programação
Nesta quarta-feira (17), a Semct vai realizar, às 19h, no Espaço Multiuso José Silva (Câmara Municipal), uma sessão de Cinema Comentado com exibição do documentário "Leve-me Para Sair" e do curta-metragem "Treze Minutos ou Perto Disso Pra Dizer Tudo O que Senti E Ser Feliz".   
Já na quinta-feira (18), acontecerá, também neste mesmo local, às 15h, a palestra “Programa Brasil Sem Homofobia”. Na manhã de sábado (20), equipe do Creas fará blitz educativa em Palmeiras.
Para fechar a programação da Semana Sem Homofobia, no domingo (21), a partir das 15h, acontecerá a 4ª Parada do Orgulho LGBT de Ponte Nova. O evento será realizado na Praça Dom Parreira Lara, em frente ao Banco do Brasil. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3817-3440.    

Assessoria de Comunicação/ASCOM
Prefeitura de Ponte Nova
(31) 3819-5454 - ramal 235

Nenhum comentário:

Postar um comentário