quarta-feira, 19 de março de 2014

Troca de sexo e discriminação foram temas de destaque em encontro LGBT no Instituto Vida Nova


O Instituto Vida Nova recebeu no último sábado (15), em São Paulo, ativistas, representantes da população Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT) e pessoas vivendo com HIV/aids para o Encontro de Inclusão Social no Contexto da Saúde e da Educação da População LGBT.

Segundo Américo Nunes Neto, do Vida Nova, o evento teve por objetivo formar multiplicadores sobre saúde, direitos e cidadania. “O grupo debateu as novas formas de prevenção ao HIV, as profilaxias Pré e Pós- Exposição, saúde, viver e conviver com o HIV/aids na população LGBT, diversidade sexual e garantias de direitos.

“ O assunto de maior destaque foi o processo de troca de sexo, seguido de identidade de gênero e garantia de direitos. Outra questão polêmica foi a quebra de sigilo sobre a sorologia positiva ao HIV e relatos de que a comunidade LGBT discrimina pessoas do próprio meio por não estar preparada para acolher e orientar os que vivem e convivem com HIV/aids, segundo relataram alguns participantes”, disse Américo Nunes, do Instituto Vida Nova .

O encontro foi realizado em parceria com as ONG Libertos Comunicação de BH e RNP+ Núcleo Médio Paraíba – Barra Mansa – RJ, e teve o apoio do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, do Programa Municipal de DST/Aids de São Paulo e a colaboração do Grupo Pela Vidda – SP e do Centro de Referência da Diversidade. A próxima oficina será no em 22 de março de 2014 em Belo Horizonte (MG).

Redação da Agência de Notícias da Aids

Nenhum comentário:

Postar um comentário