domingo, 30 de março de 2014

Lei que autoriza casamento gay entra em vigor na Grã-Bretanha

A lei que autoriza o casamento homossexual na Grã-Bretanha entrou em vigor oficialmente neste sábado (29). Os primeiros casamentos homossexuais do país foram celebrados a partir de meia-noite e acontecerão durante todo o final de semana no país de Galles e na Inglaterra, onde a bandeira arco-íris, que representa o orgulho gay, enfeitará as fachadas de diversos prédios em Londres.

O primeiro casal britânico a se unir depois da aprovação da lei, esperada há anos pelas associações, foi Neil Allard e o escritor e produtor Andrew Wale. A cerimônia aconteceu em Brighton, no sul do país. "Temos consciência da sorte que temos de viver em uma região do mundo tão tolerante", declarou Wale.

Outros casais também já planejaram se casar durante o final de semana. Um deles até mesmo organizou uma cerimônia musical, que será filmada e transmitida na TV.

"Felicidades aos casais gays que já se casaram e melhores votos àqueles que vão se unir neste dia histórico", escreveu o premiê David Cameron em sua conta no Twitter, neste sábado.

A reforma adotada na Grã-Bretanha é simbólica. Os casais homossexuais já beneficiam dos mesmos direitos que os heterossexuais, tendo direito à adoção e ao acesso às técnicas de fertilização in-vitro. Além disso, a gestação por uma outra pessoa fora do casal é autorizada, desde que não seja remunerada.

União estável existe desde 2005

A união estável entre pessoas do mesmo sexo é autorizada  no país desde 2005, que têm os mesmos direitos civis que os casais heterossexuais. Muitos casais, entretanto, preferiram esperar a aprovação da nova lei. É o caso de Teresa Millward, 37 anos, que se casa neste sábado com sua companheira em Yorkshire, no norte da Inglaterra.

Contrariamente à França, palco de grandes manifestações contra a adoção do casamento homossexual no ano passado, o projeto de lei britânico, aprovado em julho de 2013 no Parlamento, não gerou polêmica. A opinião pública, em sua maioria, é favorável ao projeto. Uma pesquisa recente mostrou que 68% da população aprova a reforma do governo.

"Juntos, fizemos de nosso país um lugar onde celebramos o amor, seja ele homo ou heterossexual”, disse o vice-primeiro ministro britânico Nick Clegg. O casamento homosexual é autorizado em apenas 14 países. Nos Estados Unidos, 16 estados autorizam a união.

Fonte: Português


Nenhum comentário:

Postar um comentário