sábado, 29 de março de 2014

Grupo gay dá troféu de inimigo da causa a Ideli e Ministério da Saúde

O GGB (Grupo Gay da Bahia) elegeu como inimigos dos gays neste ano a ministra de Relações Institucionais Ideli Salvatti e o Ministério da Saúde, por terem tomado posições contra os homossexuais.

A crítica a Ideli foi por, segundo o GGB, ela ter intercedido junto ao Congresso Nacional para o arquivamento do projeto de lei que criminaliza a homofobia. Já o Ministério da Saúde é criticado por ter vetado o kit de prevenção de DST/Aids para adolescentes, que incluía revistas em quadrinhos abordando o tema da homossexualidade.

A ministra e o Ministério da Saúde foram os "ganhadores" do "troféu pau de sebo", que faz parte do Oscar Gay do GGB, já é concedido há 24 anos pela entidade, que é uma das mais antigas do país em defesa dos direitos dos homossexuais.

A premiação inclui também o troféu "triângulo rosa", que neste ano elogia a FAB (Força Aérea Brasileira) por reconhecer como dependente o marido de um sargento homossexual, o governo de Pernambuco pela aprovação de lei que criminaliza a homofobia e por incluir a informação nos boletins de ocorrências policiais, e ao Conselho Estadual de Segurança Pública do Pará, pela criação da carteira de identidade social para travestis e transexuais.

A lista inclui ainda elogios a personalidades que se posicionaram contra o projeto de cura gay e críticas a políticos que fizeram declarações contra homossexuais.

Procurados, o ministério das Relações Institucionais e da Saúde não comentaram. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário