sábado, 1 de fevereiro de 2014

Militantes de Santos comemoram beijo gay em Amor à Vida

No último capítulo de Amor à Vida, da Rede Globo, o beijo entre Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) aconteceu! A cena logo se tornou no assunto mais comentado nas redes sociais e nos lares, já que se trata do primeiro beijo homossexual entre homens na teledramaturgia brasileira.

Para a presidente da Comissão Estadual da Diversidade Sexual, Rosangela Novaes, a cena foi positiva e muito suave, como o amor deve ser: "Uma novela em horário nobre que aborda este tema, leva as pessoas a discutirem o assunto e até quem não gosta, passa a ponderar a situação".

Ela parabeniza a ousadia do autor Walcyr Carrasco e a coragem dos atores que não temeram rótulos: "Na novela, o casal trouxe à tona uma realidade ainda invisível no Brasil, que são as famílias chefiadas por casais homossexuais. A rotina deles é normal como a de famílias chefiadas por héteros, com responsabilidades em torno de um lar, da educação dos filhos e da carreira profissional".

Rosangela enfatiza: "O que vale é o caráter das pessoas e a educação que será passada às crianças, não a orientação sexual de quem as ensina". Agora, espera que outras obras também possam passar com naturalidade a vida dos homossexuais.

Expectativas do público

"Essa cena reflete a expectativa da sociedade", resume o ativista homossexual Beto Volpe. "Porque mesmo as pessoas mais conservadoras também torceram pelo casal, perceberam que a cena levou a dignidade às relações homossexuais. Me emocionei muito com a cena e com a relação entre o Félix e o César (Antonio Fagundes, até então, interpretando um personagem homofóbico)".

Ele acredita que a novela tem, "sim, como potencializar várias questões sociais, ao alcançar milhões de pessoas. O beijo deles mostrou que os homossexuais tem, sim, relacionamentos profundos, além de fazer jus ao nome da novela".

Beijo entre mulheres

O beijo gay, considerado tabu para a TV brasileira nas últimas duas décadas, até chegou a ser gravado outras vezes, mas foi vetado pela direção da emissora. Foi em 2011, com 'Amor e Revolução' transmitida pela SBT, que o público assistiu ao beijo de Marcela (Luciana Vendramini) e Marina (Giselle Tigre).

Nenhum comentário:

Postar um comentário