domingo, 16 de fevereiro de 2014

Em discurso na Câmara, Érika Kokay ataca deputado homofóbico

A deputada federal Érika Kokay (PT-DF) lembrou em discurso na Câmara dos Deputados que a declaração do deputado Luiz Carlos Heinze (PP-RS) não passará em branco e receberá a resposta da Frente Parlamentar pelo Direito da Pessoa Humana.

A própria fala da parlamentar já foi uma resposta. Érika disse não ser aceitável um “discurso desumanizante” e que o que “não presta é a homofobia, é a desigualdade”.

“É a lógica de um projeto de governo que está nesta casa e tomou de assalto a Comissão de Direitos Humanos durante o ano de 2013 e que conta com o apoio de um segmento ruralista aqui na Câmara Federal”, bradou a deputada.

Heinze afirmou em novembro, em discurso que caiu na internet nesta semana, que “gays, lésbicas, quilombolas e índios não prestam”. Após a repercussão, o deputado retirou os homossexuais de seu pacote de intolerância afirmando que até corta cabelo com eles (os homossexuais).

Fonte:  Parou Tudo

Nenhum comentário:

Postar um comentário