sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Credit Suisse indexa empresas amigas de gays e lésbicas

O Credit Suisse inovou nos serviços que presta aos clientes nos EUA: a instituição financeira construiu uma lista indexando um conjunto de empresas que prosseguem políticas abertamente «LGBT friendly», revela informação divulgada pelo banco.

Assumindo que o pioneirismo do projecto o posiciona, quiçá , como o primeiro a criar uma lista de empresas que decidiram implementar políticas amigas dos LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transsexuais), um artigo jornalístico colocado no site da companhia faz o elogio do ‘Credit Swuisse LGBT Equality Index’, elaborado com  ajuda várias associações de direitos cívicos.

Este índice - no fundo um portefólio de LGBT friendly workplaces não vocacionado para transacções financeiras -– é composto por 200 empresas – algumas cotadas no índice S&P500 - às quais é atribuída uma classificação de 80 ou mais pontos à luz do Human Rights Campaign (HRC) Corporate Equality Index, uma tabela de igualdade de direitos civis adotada pelos escritórios de advocacia nos EUA, na qual 253 empresas conseguiram obter um classificação máxima de 100 pontos em 2013.


Nenhum comentário:

Postar um comentário