domingo, 4 de agosto de 2013

Pai é indiciado por homofobia e tortura após espancar filho gay

Pai foi indiciado pelo crime de homofobia e tortura contra o filho de 16 anos, caso denunciado pela mãe. De acordo com a Polícia Civil, o espancamento aconteceu na madrugada de segunda-feira passada, depois que o homem descobriu que o rapaz seria homossexual.

A vítima foi trancafiada num quarto sem energia elétrica, depois de ser agredido tapas e socos. O rapaz foi levado pela família para a casa da avó, onde teria sido agredido novamente. "Bateu a cabeça do menino no chão e dizia que estava endemoniado e que iria tirar o capeta dele na unha”, contou a mãe à polícia.O adolescente foi levado para o hospital pelo próprio pai e, segundo testemunhas contaram à polícia, o pecuarista amarrou uma corda na perna do garoto e ameaçou jogar ele para fora do carro e arrastar na rua.

O delegado da 1ª Delegacia de Polícia, Paulo Henrique Rosseto de Souza, indiciou o produtor rural por homofobia e tortura. O caso foi atendido pelo Conselho Tutelar. A mulher pediu a adoção de medidas protetivas porque está com medo do marido.

De acordo com o Campograndenews, o delegado Paulo Rosseto explicou que o crime é muito grave e que a Polícia Civil tomará todas as medidas necessárias para reprimir qualquer forma de homofobia. "Ninguém pode ser discriminado por sua opção sexual, a qual deve ser respeitada por todos”, conclui o delegado.

Dourados Agora

Fonte: Aquidauana

Nenhum comentário:

Postar um comentário