sábado, 31 de agosto de 2013

Homofobia em escalada

Esta semana, o Grupo Gay da Bahia (GGB) divulgou um estudo comparativo sobre o número de assassinatos de homossexuais entre 2011 e 2012 e afirma: o número de homossexuais mortos no Brasil aumentou 27%.

Segundo a pesquisa, baseada no relatório anual montado pela entidade, que registra casos em todo o país por meio de notícias, 338 gays foram assassinados no país em 2012 e 266 mortes registradas em 2011.

“Um LGBT é violentamente assassinado a cada 26 horas. Essa violência ficou fora do controle do governo federal e dos governos estaduais”, afirma o professor doutor Luiz Mott, fundador do GGB. O aumento da violência no país, crescimento da violência contra gays, ausência de políticas públicas direcionadas a essa minoria e a inexistência de legislação específica que criminalize a homofobia estão entre os principais motivos desta escalada da violência homofóbica.

Para o ativista, uma lei que criminalize a homofobia no país é urgente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário