O presidente russo, Vladimir Putin, promulgou em junho uma controversa lei que pune qualquer tipo de "propaganda" homossexual que possa ser vista por menores de idade. Nos termos dessa lei, os estrangeiros correm o risco de serem multados em até 2.300 euros e poderão ser presos por 15 dias e expulsos. Os cidadãos russos estão sujeitos a outras penas.
O texto é considerado preconceituoso pelos ativistas dos direitos humanos e já suscitou diversas críticas em todo o mundo. O episódio ocorre a seis meses dos Jogos Olímpicos de Sochi, no sul da Rússia.

Fonte: TERRA