quarta-feira, 10 de julho de 2013

Agnelo mente e não regulamenta lei contra homofobia



Há 60 dias, depois de revogar a regulamentação da lei distrital número 2.615/00, que pune atos discriminatórios com base na orientação sexual do indivíduo, o governador Agnelo Queiroz (PT) falou à imprensa que naquele prazo faria novo decreto. Findo o prazo, estamos aqui para denunciar o descumprimento desse compromisso, o qual revela o descaso do governador com os direitos humanos!
E esta não é a primeira vez que Agnelo engana o povo de Brasília! Em seu programa de governo, sob o qual foi eleito, o então candidato a governador citou “orientação sexual” por quatro vezes e “LGBT” por seis vezes prometendo trabalhar pela promoção, garantia e defesa desse segmento.
Já empossado, o que de mais concreto houve foi acordo espúrio de Agnelo com pretensas lideranças religiosas do DF que usam o nome de Deus para discriminar! Políticos esses que, em plano nacional, já viraram motivo de rechaço da opinião pública devido à perseguição a LGBT!
Agnelo, ao descumprir novamente sua palavra, mostra que não aprendeu a lição recebida por sua companheira de partido, a presidente Dilma Rousseff. A mandatária, após protestos nas ruas, chamou o movimento LGBT, pela primeira vez, em 28 de junho para reunião em que, pelo menos, simulou preocupação com esta agenda nacional e mundial!
Quanto ao DF, os cidadãos e as cidadãs que constroem o DF dia a dia não querem reuniões, mas ações concretas que afastem a homofobia da capital federal. Não desistiremos! Nós LGBT, de mãos dadas com toda a diversidade de identidades, continuaremos a cobrar esta regulamentação devido à sua importância no trabalho pela superação da homofobia!
Terminamos com uma recomendação: governador, quem marca sua trajetória pela busca cega do poder, como tem sido o seu caso, conhecerá um obstáculo intransponível: o poder do povo!
Estruturação – Grupo LGBT de Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário