quarta-feira, 29 de maio de 2013

França realiza primeiro casamento homoafetivo oficial

Dois homens franceses se casaram nesta quarta-feira em Montpellier (sudeste) pela primeira vez no país em que se aplica a lei que autoriza as uniões entre pessoas do mesmo sexo e que foi promulgada na no dia 18 de maio.

Bruno Boileau, de 30 anos, e Vincent Autin, de 40, disseram o "sim" diante da prefeita da cidade, Hélène Mandroux, do Partido Socialista (PS), o mesmo do presidente francês, François Hollande, impulsor da lei de casamento homoafetivo.

Mandroux, diante de um retrato de Hollande e ao lado do busto de Marianne (símbolo da República) destacou o "momento histórico" que significa o casamento entre pessoas do mesmo sexo e citou os precedentes de Portugal e da Espanha na autorização desse tipo de união.

Os noivos, usando terno escuro - Boileau com gravata borboleta e Autin com gravata - foram aplaudidos pelos cerca de 500 convidados que assistiram ao ato ao entrar na sala onde se casaram instantes depois.

A cerimônia aconteceu na sede da Prefeitura da cidade mediterrânea, com grande cobertura da imprensa, e atraindo a atenção de franceses e estrangeiros, e com forte vigilância policial.

No ato simbólico, que acontece depois da validação, em 22 de maio, de um casamento entre dois homens que haviam se casado na Bélgica antes, esteve presente a porta-voz do governo francês e ministra da Família, Najat Vallaud-Belkacem.

A vigilância policial, com cerca de 100 agentes, foi ordenada pelas autoridades em meio à polêmica que ainda cerca a lei, contra a qual dezenas de milhares de pessoas se manifestaram domingo em Paris.

Essa nova demonstração de oposição à lei que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo e que autoriza a adoção por parte desses casais, terminou com várias centenas de detidos e desordens públicas na capital francesa.

Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário