domingo, 31 de março de 2013

Filho gay faz senador mudar de opinião sobre casamentos


O republicano Rob Portman sempre foi contra o casamento gay. Mas ao saber que o filho é homossexual escreveu a admitir que mudou de opinião.

O senador do Ohio votou em 1996 contra o casamento gay e em 1999 contra a possibilidade de homossexuais adotarem crianças em Washington. Porém, ao saber em 2011 que o filho era homossexual, Rob Portman mudou de opinião.

"Comecei a acreditar que se duas pessoas estão preparadas para um compromisso para a vida inteira baseada no amor, nos bons e maus momentos, o governo não deve negar a oportunidade de se casarem", escreveu o senador no Columbus Dispatch, citado pela BBC. Acrescenta que não foi sempre este o seu pensamento. A mudança aconteceu quando o filho lhe disse que era homossexual, explicou-lhe que não era uma escolha e que desde que se lembrava era gay.

Rob Portman foi apontado como o possível escolhido do candidato presidencial Mitt Romney para ser o vice-presidente, e o senador diz que já falou com Romney sobre o casamento gay (o antigo candidato é contra) e também com o ex-vice-presidente americano Dick Cheney (que é favor e tem uma filha lésbica).

Esta confissão surge uma semana antes do Supremo Tribunal analisar dois casos relacionados com o casamento gay.

Fonte: DN Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário