terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Berlim: Bruno Barreto apresenta história homossexual com Glória Pires


Desde o início do Festival de Cinema de Berlim, na quinta-feira (7), a imprensa vem destacando o papel protagonista das mulheres nos filmes participantes das mostras principais. Coincidentemente ou não, o longa Flores Raras (Reaching for the Moon, em inglês), do diretor Bruno Barreto, não foge à regra, apresentando a história de amor entre a escritora norte- americana Elisabeth Bishop (Miranda Otto) e Lota de Macedo Soares (Glória Pires), paisagista e urbanista brasileira no Rio de Janeiro dos anos 1950.

As protagonistas são mulheres que se destacaram profissionalmente na época. Enquanto Bishop ganhou o prêmio Pulitzer em 1956, Lota foi uma das idealizadoras do Parque do Flamengo.  Nesse período, elas mantiveram um relacionamento que durou 15 anos. O reconhecimento, tanto do trabalho como da história de amor das duas, manteve-se tímido, pelo menos até agora.

Apesar da  direção de Bruno Barreto, foi sua mãe, a produtora Lucy Barreto, a grande entusiasta da história. Presente na coletiva de imprensa em Berlim, Lucy orgulhou-se ao contar que conheceu Bishop e Lota nos anos 50 e, desde então, sentiu-se na obrigação de passar adiante sua história que misturava paixão pelas profissões e amor passional uma pela outra.

“Realizar esse filme é um sonho que tenho há 17 anos. No Natal de 1995, li o livro de Carmen Lúcia Oliveira (Flores Raras e Banalíssimas) e disse:  ‘esse filme é meu’. Mas eu não tinha dinheiro para começá-lo. No dia seguinte liguei pra Glória Pires e mandei o livro pra ela, como presente de Natal. Dois dias depois, eu tinha a atriz para viver a Lota. Desde então tento fazer esse filme. Escrevemos vários roteiros, continuei trabalhando nisso e foi assim. Você continua sonhando mesmo que o tempo passe. Você sonha, e é sobre isso que o filme trata”, disse.

O longa, que estréia no dia 24 de maio nos cinemas brasileiros, promete provocar reações diversas entre o público, fato que enche o diretor Bruno Barreto de entusiasmo. Durante as exibições de teste, ocorridas em novembro no Brasil, Barreto contou que a reação do público foi de espanto ao ver Glória Pires em momentos íntimos com uma mulher:

Fonte: Cinema Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário