domingo, 25 de novembro de 2012

Casal gay adota pela segunda vez


Seis anos após adotar a primeira filha, o casal homossexual Vasco Pedro da Gama, 39 anos, e Dorival Pereira de Carvalho Júnior, 47 anos, ganhou da Justiça de Catanduva o direito de adotar mais uma criança. E ela já chegou e está integrada à família. Desde a última quinta-feira, quando o cartório emitiu a certidão de nascimento de Helena, de apenas 1 ano, ela passou a ser oficialmente filha de Vasco e Junior, que estão casados há 20 anos. 

Theodora, a primeira filha do casal, foi adotada quando tinha 5 anos. Hoje ela está com 11 e vive grudada na irmã. Durante o processo de adoção, Vasco e Júnior descobriram que as duas são irmãs biológicas, nascidas da mesma mãe. “Foi emocionante quando descobrimos a ligação das duas”, disse Vasco ao comentar que o processo para a adoção de Helena se arrastou por um ano. 

Eles conheceram a garotinha em um abrigo para crianças. Cabeleireiros, os dois visitam frequentemente a instituição, para cortar os cabelos das crianças. Foi amor à primeira vista, mas eles estavam em 4º lugar na fila de adoção. O destino conspirou a favor de Vasco e Junior. A conclusão do processo de destituição paterna, que liberou Helena do vínculo que tinha com os pais biológicos, coincidiu com o andamento da fila. Quanto a garotinha estava preparada para ser adotada, eles estavam em 1º lugar na fila. “Durante o processo de adoção passamos, vários finais de semana juntos com Helena. As pessoas diziam que ela era muito parecida com a Theodora. Ficamos encucados com isso e depois descobrimos que as duas eram irmãs biológicas”, comentou Vasco. 

Assim como Theodora, Helena foi separada dos pais biológicos, porque sofria maus tratos e abandono. Agora, a garotinha não tira o sorriso do rosto. Corre de um lado para outro na casa do casal. Para chamar Vasco e Júnior, Helena enche a boca e solta: “Papai, papai”. “É gratificante. Nos primeiros dias que veio morar com a gente, Helena ficava com a cara fechada. Ela era muito brava. Agora, Helena é um doce e vive alegre”, disse Júnior. 

Theodora está na 5ª série escolar. A primeira filha de Vasco e Júnior frequenta escola particular e a partir de 2013 terá a companhia da irmã. “Já matriculamos a Helena na mesma escola”, disse Vasco. Os dois se revezam no cuidado das filhas. Eles são proprietários de uma escola de formação profissional de cabeleireiros e ainda encontram tempo para comandar uma instituição que defende os direitos dos homossexuais em Catanduva. 

Eles querem outra criança 

Vasco e Júnior já pensam em entrar novamente na fila de adoção. Eles disseram que em Catanduva há pelo menos 40 interessados em adotar crianças, que geralmente vão para os abrigos depois de sofrerem maus tratos ou abusos das famílias biológicas. “Vamos amadurecer a ideia de uma nova adoção. Por enquanto vamos curtir a Theodora e a Helena”, disse Vasco. 

Primeiro 

O casal homossexual de Catanduva foi o primeiro a conseguir na Justiça o direito de adotar uma criança. “Estamos vivendo uma experiência nova e diferente daquela que tivemos com a Theodora. Quando adotamos a nossa primeira filha, ela tinha 5 anos. Agora, a Helena tem apenas 1 ano. Ela é totalmente dependente”, afirmou Júnior. 

Ajuda 

Vasco e Júnior contam com a ajuda da primeira filha para cuidar da nova integrante da família. “Eu ajudo a dar banho e escolho as roupas que ela vai usar”, disse Theodora. “As duas vivem em sintonia perfeita. A Theodora é muito atenciosa com a irmã e nos ajuda muito”, disse Vasco. 

Fonte: Diário Web

Nenhum comentário:

Postar um comentário