quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Governo da Paraíba lança campanha contra a homofobia


“Tire o Respeito do Armário” é o tema da campanha de enfrentamento à homofobia lançada, na última sexta-feira (24), pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, em parceria com a secretaria de Desenvolvimento Humano e apoio da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. O Evento aconteceu durante um café da manhã, no Hotel Caiçara, em João Pessoa.

Respeito, tolerância e denúncia são os focos da campanha que tem as redes sociais como a principal aliada na divulgação das peças publicitárias. Cartazes, informativos, camisetas e banners eletrônicos serão inseridos cotidianamente na rede, incentivando a adesão das pessoas. Os materiais também serão distribuídos em outros organismos públicos e privados do Estado.

Segundo a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Iraê Lucena, essa é a primeira vez que um governo da Paraíba lança ações de combate à homofobia. “O Governo tem se empenhado em construir políticas públicas que visem o enfrentamento a todos os tipos de discriminação social. O objetivo dessa campanha é levantar o debate na sociedade e mobilizar a população pelo fim da homofobia”, disse.

Iraê Lucena lembrou ainda, da instalação do Centro de Referência dos Direitos LGBT e Combate à Homofobia, o Espaço LGBT, implantado pelo atual governo e considerado referência no atendimento aos casos de discriminação e crimes homofóbicos. “O Espaço LGBT disponibiliza atendimento psicossocial e jurídico, promovendo também ações de promoção da cidadania e direitos de LGBT. É um lugar de acolhimento e de orientação”, comentou.

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Cida Ramos, falou da importância da realização desta campanha e da parceria entre outros órgãos do Governo. “Nós, enquanto gestoras públicas, temos a obrigação de fazer algo para coibir as discriminações sociais. Essa é uma campanha de Governo que tem base nos movimentos sociais e compromisso com os direitos humanos”, comentou a secretária.
Durante o evento, os convidados participaram de uma sessão de fotografias com a camisa temática da campanha, que serão divulgadas nas redes sociais, convidando à população a “vestir” a causa. “Eu vesti a camisa por acreditar que simples gestos como este podem fazer a diferença. Quanto mais pessoas divulgarem a campanha, maior será a conscientização social”, disse AdneuzeTargino, do Grupo de Mulheres Lésbicas Maria Quitéria.

Fonte: 2/3

Nenhum comentário:

Postar um comentário