quarta-feira, 4 de julho de 2012

Walcyr Carrasco vai entrar na Justiça contra o "Pânico na Band"


Walcyr Carrasco se sentiu ofendido ao assistir um dos quadros do programa 'Pânico na Band', no último domingo (1). Na atração, ele e Aguinaldo Silva foram imitados pelos humoristas, de acordo com ele, com insinuações à sexualidade. O advogado do autor, Ricardo Brajterman, explicou quais medidas judiciais cabíveis para a retirada do ar desse quadro, em entrevista a Quem Online.

Para quem não sabe, Ricardo já conseguiu que o programa parasse de mencionar o nome de Carolina Dieckmann, Preta Gil e Luana Piovani.

"Walcyr viu o vídeo, ficou bastante chocado e estarrecido com o tratamento da Bandeirantes dado a ele e ao colega de profissão Aguinaldo Silva. Há insinuações à sexualidade e os dois foram tratados de forma banal, hostil e grosseira. Ele vai adotar as medidas judiciais cabíveis para a retirada do ar desse quadro, que não tem intenção de informar ou causar graça, apenas de agredir a uma pessoa séria. Vamos pedir que ele não seja mais citado no programa e também a reparação dos danos morais, pois isso tem dado a Walcyr um grande constrangimento, quando ele sai na rua é hostilizado", afirmou o advogado.

Ricardo disse ainda que pretende entrar com a ação até o fim dessa semana.

"O valor da indenização por danos morais é valor fixado pelo Judiciário, analisando a capacidade econômica das partes e a intensidade do dano. O juiz deve levar em conta a reincidência da atração. Não é a primeira vez que achincalham uma pessoa, ultrapassando os limites da brincadeira. Além disso, estamos encaminhando um ofício para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), para a Comissão contra a Homofobia e ao Ministério Público, para analisar se no vídeo há incitação à homofobia", conta Ricardo. As informações são da Agência Brasil.

Fonte: Correio 24 hs

Nenhum comentário:

Postar um comentário