domingo, 1 de julho de 2012

Rondônia: HOMOFOBIA - Boate LGBT da capital é pichada e comissionada da prefeitura é denunciada por nepotismo "gay"


A boate denominada “La Honda” localizada na região central de Porto Velho foi alvo da ação de vândalos que picharam a parede da mesma com a seguinte frase “Pederastia não”.

A boate é ponto de encontro e local de festas para pessoas do mesmo sexo, sendo elas gays, lésbicas e simpatizantes.

Segundo um comerciante que trabalha próximo do estabelecimento, ainda não se sabe quem praticou o vandalismo. “É muito provável que isso tenha acontecido durante a madrugada, quando não estava tendo festa.” (ressaltou a testemunha).

De acordo com a lei complementar brasileira, pichação é crime e está registrado no  (art. 65 da lei nº 9.605/98).


HOMOFOBIA NA POLÍTICA

Ações homofóbicas também são detectadas na política rondoniense, mais precisamente na capital de Rondônia.  Recentemente,  a militante petista e ex-chefe de gabinete do prefeito Roberto Sobrinho, a bancária Mirian Saldanã teve que contratar advogado para se defender em denúncia que a acusava de nepotismo.

A servidora pública comissionada de alto escalão foi acusada de nepotismo ao ser apontada como chefe de sua companheira na prefeitura de Porto Velho, a funcionária pública Selismar Pereira da Silva, coordenadora municipal de Posturas da Secretaria Municipal de Serviços Básicos.

Uma denúncia anônima, visivelmente homofóbica, encaminhada com a cópia de um comprovante de endereço apontava que ambas dividiam o mesmo teto e a mesma cama.

Os advogados da banca Machado, Nogueira e Vasconcelos foram os responsáveis pela defesa e a justiça não acatou a denúncia, principalmente por se tratar de uma denúncia anônima.

Uma vitória contra a homofobia que permeia a vida do pensamento de brasileiros retrógados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário