quarta-feira, 18 de julho de 2012

Preso no Maranhão acusado de matar jovem homossexual, em Volta Redonda


O delegado Antônio Furtado, titular da Delegacia de Volta Redonda, disse que foi preso nesta quarta-feira (18) Anderson Rafael Nunes Rocha, de 19 anos, em São Luiz, no Maranhão.  Ele é acusado de assassinar Lucas Ribeiro Pimentel, de 15 anos, que era homossexual assumido.

O jovem desapareceu na madrugada do dia 23 e seu corpo foi encontrado dois dias depois, no Rio Paraíba do Sul. Também foi preso no mesmo dia Lucas Silva do Amaral, de 18 anos, acusado também de ajudar Anderson a matar a vítima.

Furtado disse que o crime pode ter sido motivado por uma dívida de droga que o menor teria com o desempregado Lucas do Amaral, que supostamente gerenciava um ponto de venda de drogas no barro Jardim Cidade do Aço.

O policial descartou a hipótese do homicídio também ter tido motivação homofóbica,  porque o laudo de necropsia do instituto Médico Legal (IML) de Volta Redonda, não constatou  que Lucas sofreu espancamento e não teve os olhos arrancados, como testemunhas chegaram a afirmar na delegacia.

- As pálpebras estavam preservadas revelou o exame, descartando a informação que os olhos da vítima tinham sido arrancados. Além disso, não foi constatado empalamento. Embora, Lucas fosse homossexual assumido e frequentasse boates LGBT da cidade, transvestido de mulher, não vejo vestígios de  crime ter tido motivação homofóbica - disse o delegado.   

De acordo com Furtado, o laudo revelou que Lucas foi assassinado com dois tiros na cabeça e sofreu uma pancada também na cabeça, produzia por pau ou barra de ferro.  O policial acredita que um dos criminosos atingiu o menor com uma pancada na testa e o outro atirou nele.

Prisão

Anderson Rafael foi preso no Maranhão pelo delegado de São Luiz, Henrique Perlmuter, por meio de um mandado de prisão temporária de 30 dias, expedido pela juíza da 1ª Vara Criminal de Volta Redonda, Flávia Fernandes de Mello.

O documento foi enviado pelo delegado Antônio Furtado, que descobriu que Anderson fugiu para o Maranhão após o corpo do rapaz  aparecer no Rio Paraíba do Sul. Ele e Lucas Amaral foram indiciados por homicídio qualificado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário