sexta-feira, 8 de junho de 2012

Em parceria com UOL, Agência Aids irá transmitir Parada LGBT de SP ao vivo neste domingo


Sob o lema “Homofobia tem cura: educação e criminalização!”, 14 trios elétricos vão desfilar desde o Museu de Arte de São Paulo (MASP), descendo a Rua da Consolação até a Praça Roosevelt, quando ocorre a dispersão, por volta das 18h. 

Serão três trios oficiais da Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOGLBT), dois trios das Coordenadoria de Assuntos da Diversidade Sexual da Prefeitura de São Paulo (CADS), um de entidade do movimento LGBT (ABCD’S), quatro trios de entidades sindicais (CUT, SINTRATEL, SECSP e APEOESP), um de entidade do movimento LGBT (ABCDs), dois de casas noturnas (Freedom Club e The L Club), um do site de relacionamentos Disponível.com e um da personalidade drag queen Salete Campari. Os trios da APOGLBT são o de Abertura, o da Diversidade (7º) e o último, trazendo uma campanha pela paz e pela valorização das famílias homoafetivas.

Após consolidar mais de três milhões de participantes nas últimas edições, cumprindo uma das principais finalidades da manifestação desde a sua fundação em 1997, que era dar visibilidade à população LGBT, a APOGLBT informa que não fará a contagem de manifestantes. A preocupação da entidade, agora, é dar visibilidade às demandas pelo combate à homofobia e defesa de direitos de LGBT. 

Mesmo questões de infraestrutura, como os cerca de 1500 policiais e agentes de segurança que atuam nas últimas edições da Parada, já estão consolidados como a demanda necessária para manter a qualidade do atendimento à população, independente da variação do número de participantes.

Camarote Solidário

O Camarote Solidário é um evento que reúne, no mezanino do Conjunto Nacional, ativistas, artistas, médicos, jornalistas, gestores públicos, entre outros convidados que apoiam de alguma forma os direitos da população LGBT e as pessoas com HIV e aids, para assistir a Parada LGBT passar pela AV. Paulista. Para cada convidado, pede-se 6kg de alimentos como ingresso no espaço.

Para comemorar os 10 anos de Camarote, iniciativa da jornalista Roseli Tardelli e do Condomínio Conjunto Nacional durante a Parada do LGBT, a Agência de Notícias da Aids preparou uma revista sobre este evento que já arrecadou mais de 11 toneladas de alimentos para diferentes organizações não governamentais. 

Concebida por Roseli e pela também jornalista Fátima Cardeal, a revista foi editada por Thiago Calil e Lucas Bonanno; e conta com reportagens de Thiago, Lucas, Luciano Testa, Talita Martins, Fernanda Teixeira e Fábio Serrato; é artigos opinativos de André Fischer, Toni Reis, José Araújo Lima Filho, Regina Silva, Nair Brito e João Silvério Trevisan. O projeto gráfico é de Silvio Testa. 

“A revista registra um capítulo importante da história que as principais ONGs da cidade de São Paulo construíram nesses 30 anos de existência do HIV”, afirma Roseli.

Serão três mil exemplares distribuídos gratuitamente nesta quinta-feira, durante a Feira LGBT, no dia da Parada, 10 de junho, e em bancas de jornais na Av. Paulista. 

Impressa na Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, a revista foi produzida com apoio do Governo do Estado de São Paulo, laboratório MSD e Centro de Referência e Treinamento de DST/AIDS-SP da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

O Camarote recebe apoio da Contax, Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, JPMiguel Engenharia e Condomínio Conjunto Nacional.

Fonte: Agência AIDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário