quarta-feira, 7 de março de 2012

RJ: Comercial contra a homofobia brinca com estereótipos do machão e do gay afeminado



Já está circulando na internet um vídeo da campanha Diga Não à Homofobia intitulado “Machão”. A iniciativa é do coletivo Voz das Comunidades, cujo fundador é o jovem de 17 anos René Silva, que ficou conhecido após disseminar, via twitter, os conflitos no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro. A produção do material ficou por conta da agência carioca “11:21 Simplicidade Criativa”, que presta serviços voluntariamente para o grupo. Um dos criadores do vídeo, o publicitário Gustavo Bastos, relatou para a revista Lado A que o material foi encomendado pelos integrantes do Voz, para combater o preconceito dentro da comunidade e faz parte de uma série que aborda vários temas.

O áudio visual de 30 segundos é estrelado pelo ator Marcio Ehrlich, que representa um homem de meia idade, homofóbico, que direciona ofensas a gays, mas, em seguida, mostra que, na verdade, os insultos são ocasionados devido à sua condição de “estar no armário”. 

É importante observar que o vídeo pode sugerir diferentes interpretações como, por exemplo, a de que homossexuais afeminados são o problema da discriminação, ou seja, ser gay pode, só não pode ser "afetadinho" ou "bicha". Além de sugerir que todo homofóbico, ou machão, ou homem com pegada, é um possível homossexual enrustido. 

Segundo informações de Bastos, o vídeo será transmitido em TV aberta no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário