quarta-feira, 14 de março de 2012

Jornada da cidadania LGBT reúne mais de 200 servidores municipais em Quatis


Com o objetivo de sensibilizar e formar servidores públicos das áreas de Saúde, Educação e Assistência Social sobre as temáticas que envolvem a homofobia e os direitos de homossexuais, a prefeitura promoveu hoje, na sede do Quatis Futebol Clube, no Centro da cidade, uma capacitação em Cidadania LGBT, sigla para lésbicas, gays, bissexuais e travestis. A capacitação foi realizada em parceria com o governo do estado.

- Esse encontro vai inserir na agenda do governo municipal as demandas oriundas da população LGBT, articular e dar visibilidade ao movimento pela Diversidade de Quatis, estabelecer e estreitar laços com a Supedir (Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos) do governo do estado - explicou o secretário municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Hélio Ricardo.

Cerca de 240 pessoas, entre políticos, autoridades, funcionários públicos municipais e representantes da sociedade civil, compareceram ao evento. O superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Cláudio Nascimento, que participou do evento, declarou que o projeto vai ao encontro das políticas estaduais de Direitos Humanos.

- É possível encontrar alternativas para promover a igualdade. O programa de capacitação em Cidadania LGBT procura trazer outra maneira de enxergar a situação - disse, acrescentando informações sobre a importância da integração da Saúde, Educação e Assistência Social no combate à homofobia.

O município é o primeiro do Estado do Rio de Janeiro a receber a 1ª Jornada de Cidadania LGBT. A partir desse, outros oito encontros de capacitação acontecem no Cras (Centro de Referência de Assistência Social), no Centro da cidade.

Os funcionários da Secretaria Municipal de Educação participarão de quatro encontros, com foco em como tratar do assunto com crianças e adolescentes. Para os servidores das secretarias de Saúde e Assistência Social e Direitos Humanos, que realizarão as oficinas juntos, serão três encontros nos meses de março, abril e maio.

Segundo o secretário municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Hélio Ricardo, a jornada quer mostrar ao município que o mundo precisa ser visto de uma maneira diversa. 
- Todos os seres humanos devem ser tratados com respeito em sua diversidade, e esse respeito vem quando um governo se dispõe a discutir políticas públicas de direito e traz a discussão para o dia a dia das pessoas. Devemos discutir políticas públicas para fazer uma sociedade melhor para todos - frisou.

O prefeito José Laerte d'Elias (PMDB) participou da abertura do evento e afirmou que essa capacitação reafirma o compromisso da administração municipal com a sociedade:

- O programa veio somar com o alicerce desse governo, que é construção de uma cidade educadora. Valores como o respeito à diversidade têm que ser ensinados às crianças dentro da sala de aula e isso uma cidade educadora faz. 

 Fonte: Diário do Vale


Nenhum comentário:

Postar um comentário