sexta-feira, 30 de março de 2012

Casal de lésbicas é indenizado por preconceito sofrido em bar no Piauí


Na última quinta-feira (29), em Teresina, no Piauí, o bar Planeta Diário foi condenado a pagar a quantia indenizatória de R$ 4 mil reais para um casal de lésbicas que foi discriminado durante uma das festas da casa, em 2011. De acordo com o processo, iniciado pela advogada Audrey Magalhães, as vítimas, que preferem não ser identificadas, foram convidadas a se retirar da casa noturna por um segurança enquanto dançavam juntas durante a comemoração do dia dos namorados, sempre realizada no dia 12 de junho. O Pub piauiense, segundo as vítimas, se mostrou lesbofóbico quando o funcionário que solicitou a saída das duas relatou que “o dono do estabelecimento não aceitava aquele tipo de comportamento”.

O caso foi acompanhado pelo Grupo Matizes, que atua na defesa e promoção dos direitos de LGBT, por meio do projeto “Nas Trilhas do Direito para a Conquista da Cidadania”. Nesta semana, é o segundo que a organização não-governamental de Teresina ganhou na justiça. Na terça-feira (27), a ONG divulgou o caso em que o INSS terá de pagar pensão por morte a uma mulher lésbica que perdeu a companheira no ano passado.

“É importante que as pessoas não se sintam intimidadas com a violência. Elas precisam denunciar ações discriminatórias assim que elas ocorrerem. O primeiro passo é procurar uma delegacia e registrar um boletim de ocorrência, o segundo é ir até alguma instituição que possa ajudar ou procurar um advogado particular caso seja possível”, destaca a coordenadora geral do Grupo Matizes, Maria José Ventura, demonstrando a importância da denúncia.


Fonte: Lado A

Nenhum comentário:

Postar um comentário