sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Sétimo estado americano aprova casamento gay

O senado estadual de Washington adotou uma lei que permite casais homossexuais. Um dos senadores vai convidar todos os colegas para o seu casamento com o companheiro de 20 anos.

O senado do estado americano de Washington, na costa do Pacífico, adotou uma lei que legaliza o casamento homossexual. A iniciativa foi aprovada por 28 senadores estaduais, mais 3 do que era necessário. O documento transita na próxima semana para a câmara baixa, onde os apoiantes da medida têm ampla maioria. Os seus adversários vão tentar impor a ideia de um referendo em novembro, mas seria preciso reunir mais de 120 mil assinaturas até julho, o que parece difícil.

Com a adoção da lei, Washington será o sétimo estado americano a permitir o casamento de homossexuais, juntando-se a seis outros e a Washington DC, a capital do país. No Maine, a questão irá a referendo em novembro.

Haveria ainda uma maneira da medida ser chumbada, o veto da governadora Christine Gregoire, mas esta já garantiu que no caso da legislação chegar à sua secretária, não irá vetá-la.

Grupos religiosos conservadores, incluindo a Igreja Católica, opõem-se à lei, que foi apoiada pelos democratas e por alguns republicanos. O principal promotor da iniciativa no senado estadual, o democrata Ed Murray, é homossexual e já anunciou que pretende casar com o seu companheiro de 20 anos. Murray vai convidar para a cerimónia todos os seus colegas senadores (49), independentemente da forma como votaram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário