sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Portugal - Uma troca de beijos no metro de Lisboa contra a homofobia







Um grupo de cidadãos vai reunir-se, na tarde desta sexta-feira, na estação de metro da Baixa-Chiado, em Lisboa, para trocar “beijos coloridos e pacíficos” em protesto contra a “discriminação” da transportadora em relação a uma campanha publicitária de uma rede social gay.

Convocado através do Facebook, o “flash mob beijoqueira” terá lugar entre as 19h00 e as 20h00 e o ponto de encontro é junto às bilheteiras da estação da Baixa-Chiado. Mas “quem não conseguir chegar ao Chiado que se beije em qualquer linha ou estação do Metro de Lisboa”, lê-se na convocatória do Facebook. 
Esta acção de protesto vem na sequência de o Metro de Lisboa ter recusado uma campanha da rede social gay Manhunt com imagens de dois homens de tronco nu a trocarem um beijo, e de t-shirt, abraçados. A empresa argumentou que esta publicidade pode “ferir susceptibilidades”. 

Em declarações ao P3, o responsável pela rede social Manhunt em Portugal, Iúri Vilar, acusa o Metropolitano de "discriminação e homofobia". A transportadora diz que esta é uma crítica "totalmente infundada" e sublinha que a prioridade da empresa "é a satisfação dos clientes", não sendo, "primordialmente, um espaço publicitário". "Sempre que se coloque a dúvida de que a natureza dos produtos ou serviços em causa ou o teor da mensagem de uma campanha publicitária possam ferir susceptibilidades, é opção do ML não aceitar a divulgação da mesma na sua rede, independentemente da orientação sexual do respectivo público-alvo”, acrescentou. 

O protesto de hoje está aberto a solteiros e a todos os que são “contra discriminações, independentemente da sua orientação sexual”. A ideia é dar um “beijaço”, que pode ser um beijo, um abraço ou mesmo dar as mãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário