quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Justiça condena morador de Copacabana a indenizar transexual

Rio - Uma transexual moradora de um edifício em Copacabana há 22 anos será indenizada por um vizinho em R$ 3 mil por danos morais. A 3ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis do Rio manteve a sentença da primeira instância que considerou que a jornalista foi vítima de ofensas discriminatórias. 

O vizinho denunciado realizava frequentemente festas no corredor do andar em que ambos residem. Segundo o processo, ele transformava o espaço em um verdadeiro playground, com mesas, cadeiras, rodadas de cerveja e música alta. Quando a denunciante reclamou por escrito ao condomínio, ele passou a insultá-la aos berros de “aidética”, “vagabunda”, “beira de rua”, “jornalista de m...” etc. 

De acordo com a autora do processo, ela precisou fazer hemograma para HIV, cujo resultado foi negativo, para apresentar a alguns vizinhos, que passaram a olhá-la com desconfiança.

As agressões não foram apenas verbais, pois, ainda de acordo com o processo, na ocasião em que comemorava sua eleição para síndico do condomínio, o vizinho citado no processo, embriagado, arremessou uma lata de cerveja pela grade da porta da jornalista, quebrando espelho e peças chinesas que decoravam um aparador. 

Fonte: Clique Aqui

2 comentários:

  1. e ela só foi indenizada em 3mil? Eu entraria com recurso

    ResponderExcluir
  2. Muito barata essa indenização! Deveria, isso sim, ir parar atrás das grades por alguns dias, também!
    Essa total fata de respeito de alguns deveria ter punições mais rígidas...mas já é um começo!

    ResponderExcluir