sábado, 14 de janeiro de 2012

Editora assumidamente lésbica conquista mercado literário




Foi pensando em atender as mulheres homossexuais brasileiras em suas necessidades de produtos culturais que falem abertamente de homossexualidade, com elegância e sem discriminação, que um grupo de mulheres assumidamente lésbicas decidiu criar a Editora Brejeira Malagueta em agosto de 2008.
Trata-se da única editora de livros em toda a América Latina focada especificamente no público homossexual feminino, dedicada a publicar obras de ficção e não-ficção de autoras brasileiras e promover a divulgação dessa cultura específica através de parcerias, eventos e discussões temáticas. 
A Brejeira Malagueta é uma editora de lésbicas para lésbicas, que oferece obras simpáticas e sem preconceito falando de amor e sexo entre mulheres.

Próximo evento: lançamento de Boleros de papel, de Diedra Roiz
Dia 25 de janeiro, quarta-feira, tem mais um feriado no meio da semana das paulistanas. E mais um programa simpático na Brejeira Malagueta: Diedra Roiz, autora de O livro secreto das mentiras e medos, celebrada como uma das autoras mais apreciadas do público homossexual feminino pela internet, vai lançar seu livro novo, Boleros de papel.
A autora carioca vai ler trechos de suas obras e falar da sua escrita.
A Brejeira Malagueta cumpre sua função cultural ao dar apoio a esta escritora lésbica independente.
Serviço:
Lançamento de Boleros de papel, de Diedra Roiz.
na Loja e livraria das brejeiras
quarta-feira, 25 de janeiro, das 16 às 20 horas
Rua dos Jacintos, 219, São Paulo, perto do metrô Praça da Árvore
Confira a relação de livros publicados :
As guardiãs da magia, de Lúcia Facco
Uma deliciosa aventura numa antiguidade ficional, com bruxas e rituais wicca.
Lúcia Facco é carioca, doutora em Literatura Comparada pela UERJ, crítica literária e escritora. Escreveu vários livros, entre os quais As heroínas saem do armário: literatura lésbica contemporânea, (Ed. GLS, 2004), ganhador do Prêmio Arco-Íris de Direitos Humanos; e Lado B: histórias de mulheres (Ed. GLS, 2006).
Amores cruzados, de Fátima Mesquita
Um charmoso romance entre mulheres maduras, entremeado de brincadeiras com a linguagem.
Fátima Mesquita é de Belo Horizonte, mas passou a maior parte da sua vida adulta em São Paulo onde escreveu e produziu para jornal, rádio, TV, vídeo. Hoje mora em Toronto, Canadá. É autora da primeira obra lésbica com final feliz publicada no Brasil, Julieta e Julieta (São Paulo, Ed. GLS, 1999).
Shangrilá, de Marina Porteclis
Primeiro romance lésbico rural das letras brasileiras, escapa do eixo Rio-São Paulo e da vida nas metrópoles.
Marina Porteclis nasceu em Brasília em 1978 mas moraem Recife. Mantém um blog (marinaporteclis.blogspot.com), onde publica poesias, crônicas e contos eróticos femininos.
Aquele dia junto ao mar, de Karina Dias
Romance apimentado, de ritmo acelerado, adorado pelas leitoras mais jovens.
Karina Dias é autora de nove romances e um conto de temática lésbica postados na internet, tendo sido votada a autora favorita do portal Xana in box, de literatura lésbica, em 2008.
Os caminhos de Lumia, de Lara Orlow
Uma história romântica com o charme de mostrar como é a vida e os costumes dos ciganos, escrita por quem conhece, uma dançarina desta etnia.
Lara Orlow vive no interior de São Paulo, em uma chácara em Itapetininga com seu amor, sua filha humana Gabriela, sua filha felina Cassandra e sua filha ave Luanary.
Glamourde Drikka Silva
Um romance ambientado no mundo da música e de uma cantora de sucesso mundial.
Drikka Silva e é autora de vários romances de temática lésbica na internet, tendo começado a escrever em 2007, quando foi apresentada a um site de histórias lésbicas.
Depois daquele beijo, de Rafaella Vieira
Primeira obra teen a abordar um relacionamento amoroso entre duas garotas adolescentes.
Rafaella Vieira nasceu e mora em Recife, é advogada mas escreve sem parar.
Frente e verso – Visões da lesbianidade, de Lúcia Facco, Laura Bacellar e Hanna Korich
Três homossexuais falam sem rodeios sobre casamento, homofobia, literatura, cultura, filhos, namoro, auto-estima e outros aspectos da vida de mulheres em relacionamentos assumidos com outras mulheres. Primeira obra em mais de dez anos a analisar a cultura e a sociedade sob o ponto de vista de lésbicas.
Lúcia Facco é doutora em Literatura Comparada pela UERJ, Laura Bacellar é escritora e editora de livros, eHanna Korich é advogada e produtora e roteirista do programa de tv por internet As Brejeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário