quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Sob pressão, comissão pode votar criminalização da homofobia


Contra pressões de parlamentares da bancada evangélica, que organizam mobilizações para manter paralisados diversos projetos de lei que formalizam direitos para homossexuais, o Congresso Nacional tentará levar à votação nesta quinta-feira, na Comissão de Direitos Humanos do Senado, uma das propostas sobre o tema com tramitação mais avançada na Casa: a que estabelece a criminalização da homofobia e prevê pena de até três anos de prisão para aqueles que praticarem atitudes preconceituosas contra gays.

Nenhum comentário:

Postar um comentário