sábado, 24 de dezembro de 2011

Silas Malafaia é eleito pior figura que marcou movimento LGBT em 2011




Uma eleição realizada pelo site "Mix Brasil", para eleger os fatos negativos que marcaram o movimento LGBT no ano de 2011, escolheu o pastor Silas Malafia na lista por sua postura contrária ao movimento. Malafaia divide a posição com a católica e deputada estadual do Rio de Janeiro Myriam Rios, do kit anti-homofobia e da iniciativa pela implantação do Dia do Orgulho Heterossexual.

Em uma entrevista ao jornal "The New York Times", o pastor afirmou ser "o inimigo número um do movimento LGBT". Myriam Rios está na lista por defender que um empregador possa demitir um funcionário por ele ser gay.

O kit anti-homofobia, aprovado pelo governo federal, foi colocado na lista pela falta de clareza na explicação dos motivos que fizeram o material ser suspenso. Já o deputado evangélico Carlos Apolinário (SP) tentou conseguir a aprovação do Dia do Orgulho Heterossexual, mas sem sucesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário