sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

10 anos sem Cássia Eller




Há exatos 10 anos, o Brasil perdia uma das vozes mais marcantes de sua história musical. Cássia Eller, homossexual assumida, faleceu ao 39 anos, vítima de um infarto no miocárdio. A compositora morava com a parceira Maria Eugênia Vieira Martins, com a qual criava o filho Francisco.

A cantora, de voz grave, também tinha uma personalidade forte, e chamou atenção da crítica e do público, em 1990, quando regravou a canção “Por Enquanto”, da banda Legião Urbana, da qual já declarou ser fã.

Cássia, durante sua carreira, presenteou os brasileiros com interpretações marcantes de artistas de vários gêneros e épocas, como Cazuza e Barão Vermelho, Caetano Veloso, Chico Buarque, Jimi Hendrix, Rita Lee, Beatles e até Nirvana.

Fazem parte da sua coletânea de sucessos, os discos, “O Marginal”, de 1992, “Veneno AntiMonotonia”, lançado no ano de 1997, “Com Você... Meu Mundo Ficaria Completo”, de 2001, e “Acústico MTV”, do mesmo ano.

Cássia teve seu filho com o baixista Tavinho Fialho, que faleceu em um acidente automobilístico, meses antes do nascimento de Francisco. Sua parceira Maria ficou responsável pela criação do menino após a morte da cantora. Francisco Eller, mais conhecido como Chicão, tem 19 anos, e também seguiu a carreira musical. Atualmente é cantor e percussionista da banda Zarapatéu

Um comentário:

  1. Uma perda para MPB e para mim reles mortal que me deleitava com o simple prazer de observa-la

    ResponderExcluir