terça-feira, 1 de novembro de 2011

Polícia de São Paulo investiga novos ataques a homossexuais deste fim de semana



A Polícia Civil de São Paulo, por meio da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), deverá apurar se dois incidentes ocorridos neste fim de semana na capital paulista tiveram envolvimento com grupos neonazistas. Um homem de 30 anos reportou ter sido agredido na madrugada do último sábado, próximo a estação Ana Rosa do Metrô, na Vila Mariana, Zona Sul da cidade. Ele estava em companhia de outro homem quando foi atacado por um rapaz branco, loiro, de mais de 1,80 metro de altura. O desconhecido o teria agredido com socos no rosto por ele ser homossexual. A agressão foi registrada no 27º Distrito Policial, em Campo Belo. Testemunhas chegaram a tentar deter o agressor que fugiu.

Pouco antes, na esquina das avenidas Brigadeiro Luís Antônio com a Paulista, por volta das 3h30 da madrugada, um homem de 28 anos acabou com um braço quebrado, sem um dos dentes e um corte no queixo, ao ser atacado por um rapaz careca. O homem teria confundido o agredido com um homossexual, falou alguma coisa e ao ser questionado do que havia dito, derrubou a vítima e o atacou com socos e pontapés. A polícia irá pedir imagens dos circuitos de câmeras de vigilância dos locais para tentar identificar os agressores. Desde o início do ano, mais de uma dezena de ataques homofóbicos foram registrados pela imprensa na região central de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário