segunda-feira, 31 de outubro de 2011




Quem parece estar bastante incomodada é a Associação Eduardo Banks. A entidade quer que o Supremo Tribunal Federal (STF) anule a decisão tomada em maio deste ano. O motivo alegado é que o STF analisou o pedido subsidiário (quando o pedido anterior não é acolhido) que falava sobre a união estável, sem levar a discussão do segundo pedido principal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário