quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Pub acusado de homofobia recusa acordo educativo


O pub de Teresina que está sendo acusado de discriminação homofóbica rejeitou a proposta de acordo com o casal de lésbicas V.A.A. e E.A.S. durante uma audiência realizada nesta segunda-feira (24) no Juizado Especial Cível e Criminal do Instituto Camilo Filho. O casal sugeriu que a indenização por danos morais, cujo valor é de R$ 2 mil, fosse revertida para a promoção de cursos e oficinas sobre combate à homofobia, destinados aos funcionários do estabelecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário