quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Ministério Público de AL pede que Marinha reconheça união homoafetiva de militar; decisão pode valer para todo o país


O Ministério Público Federal em Alagoas entrou com uma ação na Justiça para que a Marinha reconheça como companheiro a pessoa com quem o militar conviva em união estável, independentemente da relação afetiva ser heterossexual ou homossexual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário