sábado, 22 de outubro de 2011

Grupo LGBT quer mesmo tratamento dado aos hetero para os travestis em MT


 O presidente do grupo Livre Mente, Cloves Arantes, chamou a atenção,  nesta quinta-feira, 19, durante abertura da 2ª Conferência Nacional de Políticas e Direitos Humanos de LGBT, que se realiza em Cuiabá, para a importância de se discutir  políticas concretas, que incluem a falta de segurança. “Queremos que quando um travesti seja assassinado, ele tenha os mesmos direitos de um hétero”, - ele afirmou. Conforme Cloves, a prioridade agora  é para a criação dos Conselhos Estaduais de cidadania LGBT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário