terça-feira, 9 de agosto de 2011

uíza de Jundiaí nega autorização para que dois homens se casassem em cartório da cidade. Gays veem preconceito


Ao contrário dos jundiaienses, os jovens Charles e Cauê, de Bauru, comemoraram o final feliz na sexta-feira passada. O casamento foi aceito pelo judiciário do município.  Os dois vivem juntos há dois anos e meio.


O primeiro pedido de conversão  de união estável em casamento homoafetivo, registrado por um casal de jovens de 18 anos, no Cartório de Registro Civil de Jundiaí, foi negado ontem pela juíza da 1ª Vara daFamília, Fátima do Prado Marsura. A justificativa não foi divulgada à imprensa e, procurada pelo BOM DIA, a juíza não quis comentar o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário