quinta-feira, 18 de agosto de 2011

STF: filha não derruba pensão gay

Rio - O pedido para suspensão da pensão deixada para um homem para seu companheiro — os dois viviam em união gay estável — foi negado na terça-feira pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). A filha do gerador do benefício previdenciário contestou a concessão ao entrar com recurso contra o recebimento da pensão pelo parceiro de seu pai. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário