quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Militantes paulistas não aceitam alteração do PLC 122

Projeto de lei anti-homofobia não deve ser alterado, conclui militância de São Paulo

Reunida na última quinta-feira, 28, em São Paulo, a militância LGBT paulista realizou uma plenária para discutir os novos rumos que tomou o PLC 122/06, que criminaliza a homofobia no Brasil e que teve nova redação da senadora Marta Suplicy (PT-SP). O encontro na sede da Associação dos Professores do Estado de São Paulo (APEOESP) originou uma carta aberta com sete pontos que os militantes consideram essenciais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário