sábado, 27 de agosto de 2011

Babalorixá acusa guardas municipais de agressão

Um pai de santo registrou queixa nesta quinta-feira (25), na 10º Delegacia (Pau da Lima), contra três guardas municipais de Salvador, acusados de agressão motivada por homofobia. Segundo o babalorixá, que não quis se identificar, ele e um amigo estavam no banheiro da Estação Pirajá quando foram abordados pelos guardas George Pereira da Silva, Alex Serafim Silva e Ebraim El Xiahn. "Eles entraram gritando que lá não era lugar para gays e perguntaram se eu era homossexual. Quando respondi que sim, eles me bateram muito", contou em entrevista ao jornal Correio. Com o braço quebrado e ferimentos nas costas e orelha, o pai de santo realizou nesta quinta-feira exame de corpo e delito. Quatro guardas teriam participado da ação, mas até agora apenas três foram identificados. A Guarda Municipal informou, em nota, que uma comissão será constituída para apurar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário