sexta-feira, 15 de julho de 2011

Projeto que criminaliza homofobia pode ser votado em outubro

Os parlamentares ligados à Igreja argumentavam que o texto cercearia a liberdade de palavra durante os cultos religiosos. O novo texto foi elaborado pela senadora em conjunto com representantes da Igreja e do movimento ALGBT e prevê pena de prisão de um a três anos para quem deixar de contratar ou dificultar a contratação de alguém motivado por preconceito de sexo, orientação sexual ou identidade de gênero. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário