segunda-feira, 18 de julho de 2011

Passeatas diferentes

Contardo Calligaris
Publicado na Folha de São Paulo no dia 30 de junho de 2011
--------------------------------------------------------------------------------
Por que alguém desfila para pedir não liberdade para si mesmo, mas repressão
para os outros?
--------------------------------------------------------------------------------
  
DOMINGO PASSADO, em São Paulo, foi o dia da Parada Gay. 
Alguns criticam o caráter carnavalesco e caricatural do evento. Alexandre Vidal 
Porto, em artigo na Folha do próprio domingo, escreveu que, na luta pela 
aceitação pública, "é mais estratégico exibir a semelhança" do que as 
diferenças, pois a conduta e a aparência "ultrajantes" podem ter "efeito 
negativo" sobre o processo político que leva à igualdade dos homossexuais. 
Conclusão: "O papel da Parada é mostrar que os homossexuais são seres 
humanos comuns, que têm direito a proteção e respeito, como qualquer outro 
cidadão"

Nenhum comentário:

Postar um comentário