terça-feira, 7 de junho de 2011

Protesto reúne 50 mil pessoas em Brasília

Evangélicos, católicos e parlamentares se uniram nessa luta a favor da família e da liberdade de expressão. Afinal, a ementa prevê, dentre tantos outros pontos críticos, que, se um pastor, um padre ou um diretor de escola, por questões de princípios éticos, morais e institucionais, não quiser que haja manifestações de afetividade no pátio da igreja ou da escola, poderá ser processado e ir para a cadeia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário