quarta-feira, 1 de junho de 2011

O governo e a questão homossexual

Num país onde o número de homossexuais assassinados cresce exponencialmente (foram cerca de 260 casos registrados em 2010, segundo relatório do GGB – Grupo Gay da Bahia), a presidente Dilma Rousseff reduz o debate que é de interesse público ao âmbito privado com a justificativa fajuta de que o governo não fará “propaganda de opções sexuais”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário