quarta-feira, 1 de junho de 2011

50 mil pessoas protestam contra PL que criminaliza a homofobia



O sacerdote explica que, se a lei for aprovada, a pessoa não terá o "direito de pensar diferente" e pode ser preso injustamente, com uma falsa acusação de homofobia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário