sábado, 28 de maio de 2011

Uma nova Inquisição




Pastor evangélico defende uniões homoafetivas alegando que "Jesus o faria", sofre retaliações e é ameaçado
Pastor Ricardo Gondim: sensatez“Não levanto a bandeira homossexual. Ela não é minha, eu não sou homossexual. Levando o estandarte do direito. Ele diz respeito não só aos homossexuais, mas aos religiosos, aos ateus, aos ciganos, aos deficientes. Quando a lei protege um segmento da sociedade, acaba por alcançar os que não fazem parte daquele segmento. Por que insisto em fazê-lo? Porque acredito que Jesus, o meu senhor e salvador, o faria”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário